Semanário Regionalista Independente
Terça-feira Dezembro 10th 2019

Aeronostalgia 2010 • Aeronaves históricas dão “show”

Num domingo de calor, centenas de pessoas deslocaram-se à Base Aérea de Sintra, na Granja do Marquês, para a sexta edição do Aeronostalgia, um show em que aeronaves clássicas voltam a fazer história. Assim, no dia 12, vários exemplares do acervo do Museu Aero Fénix (organizador do festival), do Museu do Ar (localizado na própria Base Aérea) e da Força Aérea prenderam os olhares ao céu, tendo a Serra de Sintra como pano de fundo pela segunda vez – este festival realizou-se também neste local em 2008, apesar de ter começado em Santarém, em 2004.

Para além disso, atraíram ainda as atenções os próprios exemplares expostos no Museu do Ar, com vários miúdos e graúdos a espreitar para os “cockpits” e a fotografar os diversos exemplares, dos quais se destaca o célebre caça britânico Spitfire, o Tiger Moth e o Widgeon, para além das réplicas dos primeiros tempos da aviação em Portugal e não só e até de jactos, como o F-86, entre muitas outras atracções.

Destinado a angariar fundos para o Museu Aero Fénix e para a construção de um hangar que albergue as aeronaves do Museu do Ar que se encontram à mercê das intempéries, o Aeronostalgia contou com 24 exemplares – de entre eles a participação especial do Musée de l’Aviation de Chasse, com um North American OV-10B Bronco e da Fundación Aerea de la Comunidad Valenciana, com dois Bücker 131 Jungmann e um Dornier 27.

Participou também a única mulher piloto de acrobacia aérea da Península Ibérica e uma das mais jovens em todo o mundo (26 anos), Diana Gomes da Silva, aos comandos do Pitts S2B.

Texto, fotos e vídeos: Vanessa Sena Sena
Artigo publicado na edição n.º3854 de 17 de Setembro de 2010

Leave a Reply

You must be logged in to post a comment.