Semanário Regionalista Independente
Segunda-feira Agosto 8th 2022

Hóquei em Patins- 2.ª Divisão Nacional; H.C.Sintra bate Nafarros em derbie emotivo


PEDRO NATÁRIO COMANDOU A REVOLTA DAS TROPAS AZUIS

Na 2.ª Jornada do Campeonato Nacional da 2.ª Divisão (Zona Sul e Ilhas), o Hockey Club de Sintra recebeu no sábado, dia 29, a União Desportiva de Nafarros, um derbie sempre apetecido pelos adeptos de ambos os clubes pela emoção colocada em rinque por todos os patinadores. A partida de sábado não fugiu à regra e pelo andamento do jogo, não dava para perceber quem tinha ganho fora na ronda inaugural (caso do “Sintra”) e copiosamente derrotado (Nafarros). O nulo ao intervalo era a demonstração disso mesmo. Uma equipa de Nafarros atrevida a atacar e a defender quase sempre com três homems, criando inúmeras dificuldades ao conjunto de Monte Santos, muito individualista e por isso, presa fácil da defensiva visitante.
VELOCIDADE, GOLOS E EMOÇÃO NO SEGUNDO TEMPO
No reatamento do jogo, após o intervalo, o Hockey Club de Sintra apareceu mais veloz e mais colectivo, mantendo a turma de Nafarros o mesmo estilo de jogo. Coube à equipa da casa inaugurar o marcador por Pedro Natário, mas durou pouco tempo essa vantagem. O treinador/jogador, Nuno Rilhas mostrou que não desaprendeu e empatou de seguida. Fábio Quintino voltou a marcar e deu vantagem aos azuis, para Fábio Pinto, empatar (2-2) para os amarelos de Nafarros. Dentro do rinque a emoção aumentava; não só pelos golos, mas também pelos laivos de rivalidade que começaram a surgir entre os intervenientes. Só que Pedro Natário não esteve pelos ajustes e comandou a revolta das tropas azuis “calando” com golos os gestos mais exuberantes dos laivos revanchistas de rivalidade. Fez um “hat-trick” seguido (3-2/4-2/5-2), e completando um “póker” que aniquilou por completo as ambições dos visitantes.
Os números finais, reflectem por isso o equilibrio registado e o ascendente do Hockey Club de Sintra sempre que impôs maior velocidade no jogo. Individualmente, Pedro Natário acabou por ser a grande figura da partida com os 4 golos apontados, e do lado de Nafarros, Tiago Vieira foi quanto a nós a unidade de maior rendimento. Quanto à arbitragem, Manuel Gonçalves esteve mais interventivo e por isso teve alguns erros de avaliação no capítulo disciplinar, enquanto Thierry Francisco foi mais poupado nas decisões. Resumindo: uma boa arbitragem, num derbie de emoções à flôr da pele, em que no final reinou o “fair play” entre todos, patinadores e público, como devia ser sempre.
No pavilhão de Monte Santos, o treinador Rui Vieira escalou para o jogo: Rui Carvalho; André Martins, Diogo Ramos, Fábio Quintino, Nélson Chorincas, Edgar Morais, Paulo Dias (cap), Tiago Pedro, Pedro Natário, e João Alves.
O treinador /jogador, Nuno Rilhas, apresentou: Jorge Filipe; Pedro Albino, Pedro Lourenço, Rodrigo Conde, José Jesus, Fábio Pinto, Fábio Sousa (cap.), Tiago Vieira, e Pedro Santos.
(Fotos: JS/Ventura Saraiva)

Leave a Reply

You must be logged in to post a comment.