Semanário Regionalista Independente
Segunda-feira Outubro 25th 2021

Saúde – AVC, uma doença importante na saúde dos portugueses

O acidente vascular cerebral (AVC) é uma doença que afecta os vasos do cérebro e que pode ser de dois tipos: hemorrágico e isquémico. No primeiro caso, ocorre a rotura de um vaso e hemorragia cerebral, o que causa o sofrimento dos neurónios, pois eles deixam de receber sangue com nutrientes e oxigénio. Além disso, a hemorragia também pode estar associada a efeitos mais estruturais, como compressão. No caso do AVC isquémico, que é o tipo de AVC que corresponde à maioria dos casos, ocorre obstrução de um vaso sanguíneo com diminuição da quantidade de sangue que chega a determinadas zonas do cérebro. Desta forma, ocorre também privação do fornecimento de nutrientes e oxigénio aos neurónios, e eles acabam por morrer.

Seja mais rápido que um AVC (SNS)

O AVC é um problema grave na saúde dos portugueses, sendo a principal causa de mortalidade e incapacidade em Portugal, embora ainda não exista uma consciencialização adequada para esta temática. O AVC pode manifestar-se de diferentes formas, contudo, existem um conjunto de sinais de alerta para os quais a população deve estar informada e ensinada, e que chamamos de 3 F’s: falta de Força num braço, alteração da Fala e assimetria da Face, mais comummente conhecida como boca ao lado. Perante um destes três sinais, e particularmente se forem de aparecimento súbito, a pessoa deve ligar de imediato para o 112, e não ficar a aguardar a resolução do quadro clínico, uma vez que que é através desta linha de emergência que a pessoa é encaminhada para o hospital que tenha o tratamento adequado.

Apesar do tratamento médico, e a posterior reabilitação, serem fundamentais para o retorno à função prévia após um AVC, por vezes, as pessoas não recuperam a totalidade da função perdida. Assim, a par com a terapêutica, a prevenção do AVC é uma peça-chave no combate a este problema de saúde, já que existem factores de risco que podem ser modificados, e que devem ser ensinados logo desde cedo. Um estilo de vida saudável, que dá importância à dieta mediterrânica, com uma baixa ingestão de sal, de gorduras e de açúcares, a prática de exercício físico, e o combate ao tabagismo e abuso de álcool, permitem minorar o risco de AVC. Também, a vigilância e o controlo de doenças como a hipertensão arterial, a diabetes mellitus, a obesidade e a hipercolesterolémia são fundamentais para reduzir a probabilidade de ocorrência de AVC.

O AVC é uma causa importante de mortalidade, incapacidade e invalidez e, por hora, três portugueses sofrem um AVC, um dos quais não vai sobreviver. Deste modo, é importante que todos estejamos alerta para este problema grave de saúde, de modo a minimizar as suas consequências, ao adoptar um estilo de vida saudável, saber reconhecer os sinais precocemente, e pedindo ajuda rapidamente.

MENSAGENS-CHAVE:

  • 3F’s do AVC: falta de Força num braço, alteração da Fala, assimetria da Face.
  • Perante um dos sinais de alerta de AVC a pessoa deve contactar de imediato o 112.
  • Um estilo de vida saudável, e o controlo dos factores de risco, reduzem o risco de AVC.

Patrícia Caeiros

Grupo de Internos de Medicina Geral

e Familiar USF Lapiás – ACES Sintra

Publicado no Jornal de Sintra, ed. 4351 de 9 de Julho de 2021

 

Leave a Reply

You must be logged in to post a comment.