Semanário Regionalista Independente
Terça-feira Dezembro 10th 2019

Mega aula do yoga pela fraternidade mundial

Muitas centenas de pessoas – jovens, idosos e famílias com crianças – participaram numa aula de yoga no Estádio José Martins Vieira, em Almada, no passado dia 27 de Junho, domingo.

A iniciativa inseriu-se nas comemorações do Dia Mundial do Yoga, que se assinala desde 2001 no dia 21 de Junho (solstício de verão), e comemora-se, caso não coincida com um domingo, no domingo seguinte.

Jorge Veiga e Castro, ou Jagat Guru Amrta Súryánanda, Grande Mestre do Yoga e Presidente da Confederação Portuguesa do Yoga (uma das organizadoras da iniciativa), disse aos jornalistas que “este é um dia de grande importânci

a para a humanidade”. “Neste momento o primeiro problema da humanidade é a guerra e o derramamento de sangue. Todos nós adoramos a paz mas ela não existe. Precisamos de paz, estamos a propor paz. O Mundo está a gostar e está a aderir”, acrescentou.

Diversas escolas do yoga da Índia, Estados Unidos, Espanha, Itália, Holanda, Sérvia, e de todo o mundo começaram a juntar-se todos os anos a esta iniciativa, comemorando também elas nos seus próprios países. Este dia reúne o apoio dos principais partidos políticos nacionais, os representantes e religiões de todo o mundo, as escolas mais conceituadas do yoga de Portugal – Sintra marcou também presença – e do planeta.

Todos os anos, explicou o mestre do yoga, “este dia tem um tema inspirador porque o Yoga tem por detrás um conjunto de princípios muito importantes”. Este ano, a bandeira foi hasteada pela fraternidade mundial, “pela globalização justa”, porque “se não houver justiça a guerra não pára”.

Durante a manhã, a Confederação Portuguesa do Yoga atribuiu o prémio Mahátmá Gandhi / Sérgio Vieira de Mello, com que destaca todos os anos o trabalho feito em prol da globalidade justa, igualdade inter-étnica e fraternidade. Este ano o prémio foi atribuído a Mário Soares.

A aula do yoga avançado foi dada pela directora do Pashupati (Grupo de Demonstração do Yoga Tradicional Avançado) e também vice-presidente da Confederação Portuguesa de Yoga, Sandra Xavier. Os exercícios foram feitos à medida das capacidades de cada um.

A seguir à Mega Aula do Yoga, que reuniu todos os praticantes de todas as idades, seguiu-se um almoço de convívio vegetariano e durante a tarde foi possível assistir à dança clássica indiana Bhárata Náthá Yama, e à apresentação de diversas escolas do yoga. Ninguém pareceu arrepender-se de ter ido.

Representantes do yoga de todo o mundo

Jorge Veiga e Castro salienta: o yoga “permite-nos atingir a paz interior e exterior que hoje em dia, em tempos de maior dificuldade, tanto precisamos”.

D. R. Kaarthikeyan – representante do governo indiano no evento – mencionou que “esta iniciativa vai mudar o Mundo”. Marcaram também presença a presidente da Câmara Municipal de Almada, o embaixador do Chile – também ele praticante do yoga, a Embaixada da Índia, o Alto Comissariado para a Imigração e Diálogo Inter-Cultural, bem como toda a Comunidade Hindu de Portugal, Templo Rádha Krshna e Templo de Shiva. Estiveram ainda presentes os Grandes Mestres do Yoga da Índia, o secretário-geral do Millennium World Peace Summit of Religious and Spiritual Leaders, o administrador do Keyvaliadhama Yoga Institute de Lonavala – Índia, representantes dos Grandes Mestres – BKS Iyengar e Shrí Shrí Ravi Shankar, Hare Krshna, Brahma Kumaris, entre diversas escolas do yoga internacionais e nacionais.

As Comemorações enfatizaram também o trabalho dedicado da ACAPO – Associação dos Cegos e Amblíopes de Portugal, marcando presença com uma turma do yoga para Invisuais, e da Cáritas Portuguesa.

A iniciativa foi promovida pela Confederação Portuguesa do Yoga, Federação Lusa do Yoga e Associação Lusa do Yoga.

Fonte: Confederação Portuguesa do Yoga

Leave a Reply

You must be logged in to post a comment.